Autor: admin

QUAL O MELHOR ENDEREÇO COMERCIAL PARA A ATIVIDADE DE FOTOGRAFIA?

Uma dúvida muito comum entre quem está iniciando a carreira em fotografia é: onde atender seu cliente?

Tem muita gente fazendo confusão com isso!

Essa escolha precisa considerar desde o tipo de atividade que você exerce, quem é o seu cliente, quanto você tem para investir, até em que momento da sua carreira você está.

Para te apresentar quais são os prós e os contras de cada um dos espaços que você pode escolher, eu decidi gravar um vídeo.

Nele eu aproveito para contar porque discordo totalmente de algo que muita gente diz por aí sobre como escolher seu endereço comercial.

QUAIS SÃO OS MELHORES FILTROS NA FOTOGRAFIA DIGITAL?

Na época da fotografia analógica os fotógrafos possuíam caixas de filtros, que eram considerados quase como uma espécie de fetiches para eles. Os filtros variavam bastante, haviam aqueles que serviam para dar efeitos e aqueles para corrigir a luz, ou seja, quase que uma infinidade de opções. Na fotografia digital ainda há bastante opções, entretanto acredito que são duas as mais essenciais, você quer saber quais? O primeiro é o filtro polarizador que tem duas funções. A primeira função é a seleção de parte da luz que chega na sua objetiva, de todas as direções. O nome já é bastante indicativo, ou seja, polariza uma sequencia dos raios luminosos. Para que isso serve? Isso serve para perder alguma energia luminosa…

COMO CRIAR A SUA EMPRESA DE FOTOGRAFIA

Ganhar a vida com a fotografia é o maior sonho dos fotógrafos iniciantes. O que eles pouco entendem é que para isso torna-se realidade, técnica e conhecimento fotográficos não são suficientes. É preciso adotar a postura de empreendedor e incorporar a alma do businessman dentro de cada um. Mesmo para começar em casa ou trabalhar na informalidade, o fotógrafo tem que estar disposto a encarar as burocracias da administração de um negócio como outro qualquer. Com vasta experiência no mercado de gestão de negócios no setor fotográfico, Alex Mantesso, que é consultor e fotógrafo, compartilhou algumas dicas valiosas conosco para garantir o sucesso do negócio.

PARA QUE SERVE A FOTOMETRIA?

Já estamos cansados de saber que para tirar uma boa foto, devemos adequar a quantidade de luz que entra na câmera e chega ao sensor, e para isso, devemos equilibrar três aspectos essencialmente: a abertura do diafragma, a velocidade do obturador e a sensibilidade do sensor. Mas como sabemos qual é a quantidade de luz correta para registrar a imagem? Como saber se a exposição está correta? A resposta é medir a quantidade de luz existente no ambiente, tarefa que fica por conta de um pequeno dispositivo chamado fotômetro.

O fotômetro é capaz de avaliar a quantidade luz presente em um local a partir de uma matriz de fotodetectores de selênio, sulfito de cádmio ou silício, que produz eletricidade

A EVOLUÇÃO DOS CARTÕES DE MEMÓRIA

Ter a melhor câmera do mercado não basta para ser um bom fotógrafo. É necessário também ter um cartão de memória de qualidade para salvar as imagens feitas. Um bom cartão de memória é fundamental na vida de qualquer profissional da fotografia. Desenvolvidos na década de 1990, para substituir os disquetes – que tinham a gigantesca capacidade máxima de 1,5MB – os cartões de

COMO SUPERAR O DESAFIO DE VENDER SUA FOTOGRAFIA?

O que você sente ao ouvir a palavra “vendedor”? Em geral, pessoas da área criativa têm preconceito e dificuldade em vender seu trabalho. Acham que um vendedor é uma pessoa que quer empurrar algo que elas não querem, alguém insistente e inconveniente. Mas, na hora de oferecer um serviço, o fotógrafo se torna um vendedor, e se você tem essa imagem

DICAS DE COMO DIRIGIR MODELOS

Nesta postagem, busquei um dos tema mais fascinantes e que gera muitas duvidas, a direção de modelo ou interação com a pessoa fotografada, mesmo porque muitas vezes me perguntam se podem acompanhar uma sessão fotográfica minha, para veremo que faço ou o que digo à modelo. Sendo assim, elaborei este vídeo com uma prática para todos possam acompanhar. Espero que gostem!

RETRATO EM EXTERNA

A minha experiência como fotógrafo e como educador me permitiu definir um passo a passo a ser trilhado desde quando se é um fotógrafo iniciante até chegar a ter uma renda constante e trabalhar profissionalmente em tempo integral ou parcial com fotografia.

As cinco etapas são:
1 – Dominar a técnica fundamental e linguagem visual
2 – Escolher segmento e posicionamento
3 – Aprender técnica, linguagem e mercado do segmento escolhido
4 – Montar um portfólio e testar o negócio
5 – Estruturar o negócio

1 – Dominar a técnica fundamental e linguagem visual.
Fotografia é uma atividade que combina técnica e arte. Desta forma, o primeiro passo é dominar a exposição, a composição, a iluminação da imagem e a pós-produção. Mas fotografia é também uma forma de comunicação, uma linguagem. Por esta razão, paralelamente à técnica, precisamos aprender a linguagem visual …

COMO SE TORNAR UM FOTÓGRAFO PROFISSIONAL?

Hoje ninguém mais vive sem tirar algumas fotos por mais simples que sejam. E se esse hábito virasse profissão e você pudesse ganhar dinheiro registrando momentos e contando histórias através de suas imagens? Veja como construir esse caminho: GOSTAR DO QUE FAZ Você deve escolher a fotografia como a sua fonte de renda, porque gosta de fotografar, não pelo dinheiro , nem pelo aparente glamour que algumas áreas da fotografia, como a fotografia de moda, parecem oferecer. Por mais deslumbrante que a vida do fotógrafo pareça, projetos fotográficos passam por processos complexos e até tediosos. E envolvem muitas outras tarefas, além de fotografar. INVESTIR EM CONHECIMENTO Para ser um fotógrafo, você tem que aprender a lidar com o equipamento e seus diferentes ajustes…

A DIREÇÃO DA LUZ

A direção da luz é uma característica fotográfica fundamental porque ela influencia tanto a aparência do sujeito, quanto o efeito psicológico que a imagem transmite. A direção da luz afeta diretamente a sensação de volume, textura e clima da imagem. Quan¬do falamos de direção da luz, precisamos lembrar que vivemos num espaço tridimensional e que a luz pode estar em qualquer posição desse espaço para iluminar um objeto, ou seja, a luz tem infinitas ma¬neiras de iluminar ou atingir o objeto ou modelo em cena. Contudo, essas infinitas posições podem ser reduzidas a alguns pontos se dividirmos o espaço tridimensional em dois planos: o plano horizontal e o plano vertical. Através do plano horizontal podemos definir três direções da luz…